Resenha: Cidade dos Ossos

Oi shadowhunters!!!!Estou muito feliz,pois já estamos em contagem regressiva para o lançamento de Cidade do fogo celestial, aqui no Brasil!!!!!!!ESTOU AINDA MAIS FELIZ,POIS O LIVRO ACABOU DE SER LANÇADO NOS ESTADOS UNIDOS, E EM BREVE CASSANDRA CLARE VEM PARA DIVULGAR NO BRASIL, O ULTIMO VOLUME DA SAGA INSTRUMENTOS MORTAIS!!!!!Cidade do fogo celestial já pode ser comprado na internet! Como estou muito feliz, vou fazer a resenha de cidade dos ossos, primeiro livro da saga. Pretendo fazer a resenha dos outros livros mais pra frente. Espero em breve poder compartilhar toda a minha emoção, meus sentimentos,alegrias, e minhas lagrimas(foi avisado que muita gente vai morrer :'( ), que sentirei ao ler Cidade do fogo celestial.


Um mundo oculto está prestes a ser revelado... Quando a jovem Clary decide ir para Nova York se divertir numa discoteca, ela nuca poderia imaginar que testemunharia um assassinato - muito menos um assassinato cometido por três adolescentes cobertos por tatuagens enigmáticas e brandindo armas bizarras. Clary sabe que deve chamar a polícia, mas é difícil explicar um assassinato quando o corpo desaparece no ar e os assassinos são invisíveis para todos, menos para ela. Tão surpresa quanto assustada, Clary aceita ouvir o que os jovens têm a dizer... Uma tribo de guerreiros secreta dedicada a libertar a terra de demônios, os Caçadores das Sombras têm uma missão em nosso mundo, e Clary pode já estar mais envolvida na história do que gostaria.

Acho que já deu pra perceber que sou fã dessa saga, né???Mas prometo que tentarei fazer uma resenha neutra e justa. Só a sinopse do livro me conquistou pelo fato de mostrar o elemento que tanto adoro... O sobrenatural. Entrar no mundo dos caçadores de sombras é simplesmente incrível! É muito legal a relação que a autora conseguiu fazer entre o mundo das sombrias x tatuagens. JÁ VOU AVISANDO QUE NÃO ESTOU FALANDO QUE TATUAGENS SÃO COISAS DO DEMÔNIO!!!!!rsrsrsrsrs. O que quero dizer é que é mágico os símbolos que foram criados, se relacionarem tão bem com a historia. Adoro ver os fãs procurando esses símbolos na internet e os tatuando em seus próprios corpos. A autora disse uma vez que uma de suas inspirações para a historia foi que ela foi a uma loja de tatuagens e ficou analisando cada uma para dar um significado a elas. Por isso digo que Cassandra soube muito bem passar isso em sua historia. A dinâmica do livro é super empolgante. Alguns dizem que não gostaram muito da narração. Eu discordo um pouco. Me incomodei com certas coisas como: erro de digitação e com algumas atitudes da Clary,mas vou deixar pra falar sobre ela depois. Confesso que no início tive que me acostumar com o tipo de escrita da Cassandra(autora do livro).No começo,por algum motivo, a historia pareceu meio forçada e isso dificultou minha leitura.  Algumas atitudes da protagonista não ajudaram essa impressão melhorar. Mas depois de algumas paginas, a historia fluiu melhor e não consegui desgrudar do livro.Acho que para entrar completamente nesse mundo, é preciso ler com a mente aberta para entender certas coisas. Todos os personagens são muito cativantes, o livro é recheado de surpresas e descobertas. Recomendo ao leitor prestar MUITA ATENÇÃO em certos detalhes,pois eles serão importantes ao longo da saga.
Sobre os personagens
Como disse, são todos muito cativantes. Clary foi a que eu menos gostei, mas não posso negar que essa personagem esta recheada de carisma. Ela não é aquela mocinha "chata" no sentido de esperar o príncipe encantado. É cheia de atitude. Entretanto, a sua maior qualidade, também é seu maior defeito. Clary, em certos momentos, é bem grossa e tem atitudes de menina mimada. Isso me irritou um pouco.
Os meus personagens preferidos em cidade dos ossos: a diva da Isabelle (também conhecida como Izzy) e o Jace (<3 <3 <3).Tenho outro personagem preferido...não posso  contar muito sobre ele se não será spoiler!Uma dica: é o vilão da saga. Sei que muitos não gostam dele, MAS EU O ACHO INCRÍVEL <3 <3 <3!!!

Resumindo, a historia é recheada de surpresas, ação e diversos elementos super interessantes que você terá que ler pra descobrir ;)

obs: ansiosos para a vinda da Cassandra Clare para o Brasil????A autora é presença confirmada na bienal de São Paulo! =D 
Beijos
-Tink

Resenha: Anna e o beijo Francês


Sinopse - Anna e o Beijo Francês - Stephanie Perkins

"Anna Oliphant tem grandes planos para seu último ano em Atlanta: sair com sua melhor amiga, Bridgette, e flertar com seus colegas no Midtown Royal 14 multiplex. Então ela não fica muito feliz quando o pai a envia para um internato em Paris. No entanto, as coisas começam a melhorar quando ela conhece Étienne St. Clair, um lindo garoto -que tem namorada.Ele e Anna a se tornam amigos mais próximos e as coisas ficam infinitamente mais complicadas. Anna vai conseguir um beijo francês? Ou algumas coisas não estão destinadas a acontecer? "

Quando comprei esse livro,estava passando por uma especie de... "Abstinência literária".Confesso que ate eu fiquei surpresa quando o comprei, pois geralmente só compro livros sobrenaturais. Não é meu gênero preferido,costumo dizer que leio qualquer tipo de livro, mas na hora de comprar, os sobrenaturais ganham preferencia na minha lista. Só que por alguma razão(que nem eu sei dizer),naquela época eu estava querendo  fugir e respirar um pouco desse tipo de tema. Talvez pelo nome da protagonista (que é Anna), ou pela historia que se passa em um internato (sempre quis estudar em um), a escolha para essa fuga foi "Anna e o beijo Francês".

O começo do livro é super gostoso,pois é aquele tipo de historinha boba que te faz sorrir, suspirar, perder o ar e ate ficar eufórica! É bom poder sentir os sentimentos da personagem como se fossem os seus. Porem, depois de mais algumas paginas, a historia perde um pouco da magia e vai cansando. Parei de sentir aqueles sentimentos bobos,mas gostosos, e passei a apenas "ler o livro pra saber como acaba". Não que o livro fique chato ou tenha algum erro gritante. Na verdade ele continuou normal, só não consegui mais sentir a mesma empolgação de antes. Isso foi algo que eu deveria ter previsto, pois é um livro de amorzinho adolescente. Fato que justifica as confusões dos personagens, as atitudes completamente imaturas, infantis e sem justificativas, que acontece tanto no livro como com muitos adolescentes. O problema é que foram essas coisas que me cansaram, pois não tenho muita paciência pra certas confusões infanto-juvenis. Contraditoriamente, são essas confusões que dão a graça da historia. Amei ter sentido aquela empolgação do começo.De um modo geral é um livro gostoso de se ler. É o tipo de historia para entreter, relaxar e divertir o leitor.

Sobre os personagens:
Sou bem suspeita para falar sobre a protagonista,pois raramente gosto delas. Anna, no começo, era legal, divertida e conseguia passar com clareza seus sentimentos. Depois ela vai perdendo tudo isso, e em certos momentos, começa a irritar. Étienne St. Clair era meu personagem preferido. Logo de cara ele encanta, é super cativante e o sonho de qualquer garota! Mas infelizmente, vai perdendo um pouco do brilho ao longo da historia. Ele começa a valorizar demais a Anna e isso o faz perder um pouco do charme. Um ponto super positivo do livro foi as amizades que a Anna fez na nova escola. O momento que eu mais gostei foi quando todos estavam sentados em uma mesa contando suas "piadas particulares" sobre a viagem de campo ao palácio de Versailles, e sobre a língua inglesa  (quem leu sabe do que estou falando =D ).

Se eu recomendo o livro? Sim. Se você é uma daquelas pessoas românticas que ama uma historia de amorzinho, esse livro é pra você. Se você é uma pessoa que é chegada em outros gêneros...Eu ainda recomendo a leitura nem que seja só por experiencia. Esse é o tipo de livro para entreter e divertir o leitor =D
Beijos
-Tink

Resenha: Para Sempre - Os Imortais


" Depois de perder toda a família em um desastre de automóvel, do qual inexplicavelmente escapou, Ever Bloom tem sua vida transformada por completo. Ela muda de cidade, de escola, de amigos, e precisa aprender a conviver com uma realidade atordoante: após o acidente, Ever adquiriu dons especiais.
Ela enxerga a aura das pessoas, ouve seus pensamentos, e com um simples toque pode conhecer a vida inteira de alguém. É angustiante.
Tudo, porém, parece cessar quando Damen se aproxima. Só ele consegue calar as vozes que a perturbam tão intensamente. Mas ela não faz ideia de quem ou o quê Damen realmente é. Só tem certeza de estar cada vez mais envolvida... apaixonada."

Para Sempre, de Alyson Noël foi a minha primeira decepção literária.
A história é boa, mas em compensação, os personagens...... Em particular a protagonista Ever. Ela realmente conseguiu me tirar do sério, a ponto de querer entrar no livro e bater nela ( nossa quanta agressividade kkk), por ser tão infantil.
Os únicos personagens que salvam o livro pelo menos até um pouco mais da metade são o Miles - amigo da Ever - e a Riley - irmã da Ever - que são muito divertidos.
Todos os dias em que eu lia, eu pensava: "Acho que não vou comprar a continuação se o livro continuar do jeito que está." E aí, o que acontece???? Sim, o livro resolve ficar bom. Claro, a Ever continua extremamente chata, infantil e mimada com relação ao Damen e algumas outras coisas, mas depois que ela finalmente descobre as coisas, tanto ela quanto o livro começam a ficar mais interessantes. Mas mesmo assim, não posso deixar de dizer que o livro me decepcionou, pois esperava mais dos personagens. Pensei que seria algo mais empolgante, quando na verdade a única empolgação que eu tinha era de bater na Ever para ver se ela crescia e virava gente.
Bom, devido ao final do livro, ainda há chances de eu comprar a continuação, embora eu já tenha percebido, pela amostra de uma pequena parte do primeiro capítulo que está no fim do livro, que a Ever continua chatinha. Mas...... Talvez eu dê uma chance para a história. Não sei....
Beijinhos e até a próxima resenha!!
                                                                                                                  - Fê.

Resenha: Cidades de Papel


"Na minha opinião, todo mundo tem seu milagre. 
Por exemplo, muito provavelmente eu nunca vou ser atingido por um raio, nem ganhar um prêmio nobel, nem ter um câncer terminal de ouvido. Mas, se você levar em conta todos os eventos improváveis, é possível que pelo menos um deles vá acontecer a cada um de nós. Eu poderia ter presenciado uma chuva de sapos. Poderia ter me casado com a rainha da Inglaterra ou sobrevivido meses à deriva no mar. Mas meu milagre foi o seguinte: De todas as casas em todos os condados da Flórida, eu era vizinho de Margo Roth Spiegelman."

Esta semana acrescentei mais um livro do John Green na minha lista. Cidades de Papel. E o resultado não poderia ser diferente, estou APAIXONADA pelo livro, pelos personagens, pela mensagem, por tudo.
O tempo todo John nos leva a uma busca incessante por Margo, e por quem realmente é Margo. 
Vamos desvendando-a junto com Q, e percebemos que ela não é como todos a imaginavam. Partimos em busca dessa Margo tão singular e imprevisível, a cada pista que descobrimos, queremos saber o que de fato significa e aonde isso irá nos levar.
Eu realmente entrei fundo nessa busca, e realmente acho que fiquei tão aliviada quando Q finalmente conseguiu desvendar as pistas.
A mensagem que o livro traz é muito interessante, pois nos apresenta uma nova visão de mundo, de como o ele é, e de como somos pessoas de papel, vivendo em suas cidades de papel fazendo tudo certinho sem questionar, presos em um ciclo que nunca acaba.
E o amor que o Q demonstra pela Margo é muito lindo. Ele nunca desiste de encontrá-la mesmo sem entendê-la, mesmo sabendo que ela não é nada daquilo que ele pensava, mesmo sabendo que a Margo que ele amava na verdade era uma ilusão, pois ela era uma pessoa totalmente diferente, mesmo sentindo raiva dela as vezes. Ele nunca desistiu de achá-la, mesmo quando isso parecia ser impossível, mesmo quando os amigos incentivavam ele a desistir pois ela voltaria um dia.
Sugiro à todos que deem uma chance ao livro, pois tem muita coisa por trás de uma simples busca por uma garota desaparecida. E John Green, saiba que eu te amo cada vez mais kkkk <3
Beijos e até a próxima resenha!!!
                                                                                                                      -Fê.