Série: Jovens Escritores


Olá pessoal!

 Hoje eu vou entrevistar um jovem escritor que é um garoto talentosíssimo! Lucas Mendes tem 17 anos, é dono do blog boy lit, adora escrever crônicas, e está publicando seu primeiro livro chamado: As trágicas consequências dos apaixonados. 






1)Lucas, fale um pouco sobre você.

R: Meu nome completo é Lucas Mendes Gabriel Silva (o "Gabriel" é realmente um sobrenome de família), sou de Campinas - SP e tenho dezessete anos. 

2) Quando surgiu sua paixão por livros? Como aconteceu?

R: Eu aprendi a ler aos seis anos e foi bem nessa época que li meu primeiro livro: Sítio do Pica-Pau Amarelo do Monteiro Lobato. Eu achava incrível todas aquelas histórias e adorava o fato da obra não ter tantas ilustrações, pois eu adorava imaginar como cada personagem era. Eu queria ler mais e mais, então minha avó começou a me levar à Biblioteca Municipal, o lugar que me viciou completamente em livros, e que se tornou minha segunda casa. 

3) Quando surgiu sua paixão pela escrita? Como aconteceu?

R: A leitura e o teatro foram duas coisas que me influenciaram a escrever. Eu achava fascinante a ideia de criar uma história! Eu fazia aulas de teatro e criei um clube meio improvisado no colégio, onde encenávamos os meus textos adaptados. Eu pegava um texto pequeno, na maioria sem diálogos, e o reescrevia: com drama, "emoção" e vários diálogos. Isso foi o início. Eu tive tantas "fases de escrita" que nem consigo contar, haha. Hoje o meu estilo já se estabeleceu. Escrever crônicas e contos se enquadram mais com minhas expressões e linguagem, mas quero muito expandir minha escrita e sair da minha zona de conforto. 


4)Qual é seu gênero literário preferido?


R: Eu sou muito curioso, então se vejo um livro que aborde assuntos que eu quero descobrir, eu o leio, independente do gênero. Mas o que eu mais leio no dia a dia são crônicas e chick-lit. Acho que são estilos que têm mais a ver com o que eu escrevo, então acaba sendo inspirador de alguma forma. Além disso, são leituras leves, descontraídas e me fazem bem.


5) Fale sobre o seu livro.

R: Meu livro se chama As Trágicas Consequências dos Apaixonados e é narrado por um garoto que se autodefine "Menino de Gelo". Acho que essa identidade combina bastante com ele, já que é tão frio em relação ao amor. Ele afirma que não precisa de outra pessoa pra ser feliz e que devemos ter amor-próprio ao invés de chorar por decepções amorosas. Pra provar que ele está "certo", narra vários casos constrangedores de seus amigos, sempre deixando uma reflexão no fim de cada texto.


6) Como foi o processo de escrita dele?

R: O livro começou com uma crônica. Eu escrevi ela de madrugada, após ouvir três amigas minhas chorando pelo mesmo motivo: levaram um fora de um cara. Naquela época, eu era bem parecido com o Menino de Gelo, então narrei o texto com essa perspectiva irônica. Eu o li pra elas e elas amaram, dizendo que era muito hilário e que eu deveria escrever mais textos parecidos. Isso foi o que me motivou a escrever vários casos de pessoas que conheci e até mesmo histórias que meus pais me contaram, todas sobre decepções amorosas de adolescentes, defendendo o ponto de vista do protagonista.

Quando eu fui ver, já tinha escrito um romance! Um romance de pequenos textos. O que mais me surpreendeu no processo todo, foi ver que eu cresci junto com meu personagem. Foi incrível e muito significante pra mim.


7) Como foi o processo de publicação?

R: Inicialmente, eu liberava alguns textos no meu blog. Depois eu publiquei ele no aplicativo Wattpad, onde recebi comentários ótimos que até me emocionaram. Mais tarde, a Kel Araújo do blog Por uma boa leitura (que se tornou minha amiga) me deu a ideia de publicá-lo em KDP na Amazon. Isso poderia dar uma grande visibilidade para o livro, uma boa oportunidade. Então eu pesquisei mais sobre o sistema, e adorei! É muito simples e prático, além de seguro. O livro estaria disponível em e-book em vários países em questão de horas e isso é muito bacana! Acredito que o maior sonho de um autor é compartilhar suas histórias e estou dando o máximo de mim por isso. 


8) Qual foi a reação de seus amigos e familiares quando você
disse “quero publicar esse livro”?


R: Meus amigos me apoiam muito nos meus sonhos e ficaram felizes em estarem "presentes" na história. Tiveram pessoas que ficaram bravas por não terem "ganhado um personagem" no enredo e explicar que aquilo era uma ficção baseada em verdades foi uma longa saga!

Minha família é incrível e eles dão o maior suporte pra mim e acreditam no meu potencial. Sou muito grato a cada um deles.


9) Quais são as suas maiores inspirações?

R: Existem vários autores que servem de inspiração para mim, porém mais no sentido de admiração. Candace Bushnell, Sophie Kinsella e Meg Cabot são mulheres sensacionais, que considero um símbolo da observação do comportamento humano. Martha Medeiros e Paula Pimenta são meus orgulhos nacionais e pessoas que me fazem acreditar que meu sonho é possível. Existem muitas coisas que me inspiram o tempo todo e, uma delas, é a simplicidade. 


10) Quais são seus projetos e sonhos futuros?


R: Eu estou me dedicando muito no meu blog (boy-lit.com) e quero muito ter um exemplar físico do meu livro (estou lutando por isso, não é fácil), mas eu gosto de um desafio e acredito em mim mesmo. Autoconfiança nunca é demais. Também quero ter algumas experiências acadêmicas e continuar observando o cotidiano.


11) Onde as pessoas podem encontrar seu livro?

R: O livro pode ser encontrado na Amazon, neste link: 

E é isso gente. Amei entrevistar o Lucas. Eu realmente sou uma grande fã do blog e das crônicas dele. Posso garantir que vale a pena conferir! 

Beijinhos!
-Tink