Resenha: Quem é você,Alasca?



"Miles Halter é um adolescente fissurado por célebres últimas palavras - e está cansado de sua vidinha segura e sem graça em casa. Vai para uma nova escola à procura daquilo que o poeta François Rabelais, quando estava à beira da morte, chamou de o "Grande Talvez". Muita coisa o aguarda em Culver Creek, inclusive Alasca Young. Inteligente, espirituosa, problemática e extremamente sensual, Alasca levará Miles para o seu labirinto e o catapultará em direção ao 'Grande Talvez'. "

Geeeente!!!! Trago mais um livro do João Verde para vocês!! kkkkkkk
O livro é dividido em duas partes: Antes e Depois. E confesso que o achei o Antes um pouco parado, o que me fez pensar que o livro todo seria assim e que pela primeira vez eu não iria gostar tanto assim de um livro do John <3! Um dos motivos também, foi porque eu não simpatizei muito com a Alasca.....
Mas aí tudo muda e conhecemos o Depois! Sério, é uma reviravolta incrível!!!! Digna de John Green, mas mesmo assim eu nunca imaginaria aquilo. Estava esperando um final totalmente diferente. <3 <3
Agora vou explicar porque não gostei muito da Alasca....
Bom, eu achei ela meio maluca, desequilibrada(e ela é mesmo), e essas mudanças repentinas de humor acabava me irritando. Não só a mim, mas o Miles também.
Até que acontece o Depois e, mesmo eu ainda achando ela desequilibrada, Alasca foi se tornando uma personagem com mais significado.
Uma das coisas que eu AMO nos livros do John, é como ele constrói as personagens femininas nos livros dele(pelo menos os que eu li kkk). Ele transforma elas em personagens totalmente singulares, com suas próprias perspectivas, e mesmo elas sendo meio doidas como Alasca e Margo(Cidades de Papel), vemos que no fundo dessas atitudes impulsivas, existem garotas muito inteligentes e profundas. E eu acho isso demais! Bem, tem também a Hazel de (ACEDE), que não é doida mas, é muito inteligente e profunda.
E mesmo a Alasca sendo um mistério para todo mundo, até mesmo para quem está lendo, conseguimos entender pelo menos um pouco as suas atitudes, ou pelo menos imaginar um por quê, através das poucas coisas que ela revela.
Pessoal, apesar de eu ter tido uma pequena má impressão no começo do livro, ele mudou completamente minha opinião no decorrer da leitura e se tornou um livro fantástico, como todos os livros do John que eu li até agora.
Recomendo, e acho que sempre irei recomendar TODOS os livros dele, pois é um autor incrível!! Amo,amo,amo!!!
Beijinhos e até a próxima resenha!
                                                                                                                      -Fê.

Resenha do livro Princesa Adormecida

Oi gente! É com muito prazer que venho fazer a resenha do livro Princesa Adormecida.Espero que gostem!
Assistam ao vídeo:


Gostaram? Eu realmente estou bem ansiosa para as próximas releituras que a Paula Pimenta vai fazer! Falei mais sobre isso nesse outro vídeo.


Quem ainda não leu, corra pra ler! Nada melhor do que passar o inverno lendo um livro super leve e divertido!Se você for viajar... leve o livro com você <3!!!!!



Beijos!
-Tink

Minha caixa de correio #Junho

 Olá gente!! Hoje farei meu primeiro "Minha caixa de correio" do mês de junho. Esse mês está sendo bem produtivo para mim, pois normalmente leio um livro por mês, e este mês consegui comprar três livros!!! \o/

Eu comecei com Extraordinário da autora R.J. Palacio, que inclusive já foi resenhado por mim, portanto não vou falar muito sobre ele.
Extraordinário fala sobre um garoto ( Auggie ) que nasceu com uma deformidade facial, tendo que conviver com os olhares das pessoas, e agora, enfrentar a escola pela primeira vez.

Quem é você, Alasca? do meu amado John Green fala sobre o Miles, que é apaixonado por "últimas palavras" e está em busca do "grande talvez", última palavra do poeta François Rabelais. Em Culver Creek ele buscará por esse grande talvez e também encontrará Alasca Young que mexerá com a vida e o coração de Miles.

A Seleção de Kiera Cass fala sobre America Singer, que acaba se inscrevendo na Seleção para agradar a mãe, não acreditando que será uma das escolhidas para disputar com outras garotas a coroa e o coração do príncipe Maxon. Porém ela é escolhida, e ainda tem que lidar com o seu namoro secreto com Aspen.


Bom gente, esses são meus livros, ainda não li Quem é você Alasca?, nem A Seleção, por isso não consegui dar muitos detalhes para vocês mas, logo logo vou postar a resenha de cada um e falar mais sobre eles.
Um beijinho e até mais.
                                                                                                                     -Fê.

Resenha: Extraordinário

"August (Auggie) Pullman nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso ele nunca frequentou uma escola de verdade... até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular em Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros."



A resenha de hoje é sobre Extraordinário, da autora R.J.Palacio.
Finalmente consegui ler esse livro. Estava querendo comprá-lo à séculos. kkkkk
Bem, vamos parar de conversa fiada e começar com a resenha.
Eu imaginava um livro fofo, e ao mesmo tempo realista. Foi exatamente o que aconteceu.
O livro mostra a realidade de uma menino que nasceu com um problema em um de seus genes, o que causou uma deformação em seu rosto. Auggie lida com o olhar assustado e preconceituoso das pessoas sempre que vai à algum lugar, e agora, terá que enfrentar isso na escola também.
Eu gosto muito de livros que nos dá uma lição de vida, e esse não foi diferente.
Aprendemos que, como diz o Sr.Buzanfa, diretor da escola do Auggie "devemos sempre sermos mais gentis que o necessário."
É incrível como podemos ser cruéis mesmo não nos dando conta disso, por isso temos que reavaliar nossas palavras e nossas ações. E nunca, nunca devemos ter preconceito, pois todos somos extraordinários, não importa como somos na aparência.
O que eu achei muito legal no livro também, é que ele é dividido em partes, e podemos ver o ponto de vista da irmã e dos amigos do Auggie.
O livro é muito legal, é leve, apesar de ter algumas partes mais pesadas, que retratam bem o preconceito sofrido pelo Auggie.
Sem contar que o Auggie é um garoto incrível, mesmo às vezes sentindo raiva do rosto que tem, não fica bravo com as pessoas quando elas ficam encarando, ou coisa do tipo.
Recomendo muito esse livro, pois nos faz pensar bastante em como estamos agindo e tratando uns aos outros.
Beijinhos e até a próxima resenha,
                                                                                                             -Fê.

Entrevista com Carol Sabar

Hello readers!
É com muito prazer que venho publicar a entrevista que fiz com a fofa da Carol Sabar! Ela é autora dos livros "Como (quase) namorei Robert Pattinson" e "Azar o seu".


Observação: Em breve farei a resenha de ambos os livros. Se alguém ainda não os conhece, é só dar uma lida na sinopse logo abaixo.

Como (quase) namorei Robert Pattinson: Aos 19 anos, Duda é literalmente viciada na saga Crepúsculo. Já perdeu a conta de quantas vezes leu os livros da série e assistiu aos filmes. Através de um perfil secreto na internet, ela se comunica com outras fãs de Crepúsculo que, assim como ela, estão totalmente convencidas de que não há garoto no mundo que valha um dente canino do vampiro Edward Cullen. Sua obsessão ganha fôlego com uma temporada de estudos em Nova York, onde ela faz planos mirabolantes para conhecer pessoalmente Robert Pattinson, o ator que interpreta o vampiro nos cinemas. Mas, após um incidente com seus únicos (e insubstituíveis!) livros da saga, Duda entra em verdadeiro surto de desespero. Percebe então, que uma mudança radical em seu comportamento “crepuscólico” é mais do que urgente.

Azar o seu: Parada num engarrafamento no Rio de Janeiro, Bia está pensando em sua vida azarada. O motorista do carro ao lado, tenta se comunicar com ela, mas Bia não o reconhece. Então, ele sai do carro, mas não tem tempo de se explicar, pois começa um violento tiroteio e eles se jogam lado a lado no asfalto. Certa de que está prestes a morrer, Bia entra em desespero e se prepara para dizer suas últimas palavras, na esperança de que o suposto desconhecido possa levar um recado a Guga, seu amor da adolescência, sem perceber que é ele próprio que está ali, ouvindo a inesperada declaração de amor! Os dois escapam juntos do tiroteio e, a partir daí, começam a se envolver, dia após dia. Guga, sem coragem de assumir sua verdadeira identidade, e Bia, feliz consigo mesma por finalmente estar se apaixonando por alguém que não é Guga. Nunca uma maré de azar foi tão engraçada!
Oi! Meu nome é Ana e estou aqui em nome do blog Além das palavras(também chamado de chuva,coberta e livros). Em primeiro lugar, gostaria de te dizer que, SOU SUA FÃ!!!!!!!!!!rsrsrsrs
Em segundo lugar, gostaria de fazer uma entrevista para o blog.Vamos as perguntas???

1) Conta um pouco sobre a sua historia de vida (infância,época escolar, faculdade,profissão e etc).

Eu sou Carol Sabar, mineira, nascida em Juiz de Fora, em 1984. Eu me formei em Engenharia de Produção e sou escritora por puro prazer. Sempre gostei de estudar, então minha época escolar foi super tranquila!

2)Quando você decidiu ser escritora?

Aconteceu por acaso, num belo dia em que eu tive a primeira ideia para o “Como (quase) namorei Robert Pattinson”. Eu me apaixonei pelo processo criativo e não consegui parar de escrever.

3) Quais foram suas inspirações para escrever sobre "como quase namorei o Robert Pattinson" e "Azar o seu"?

Para escrever meus dois livros, eu me inspirei em outros livros, em músicas que gosto de ouvir, me inspirei nas minhas próprias histórias e nas que ouvi por aí. Enfim, a inspiração veio de todos os lugares.

4)Você se inspirou em alguém para criar a Duda( protagonista de "Como quase namorei Robert Pattinson")?

Sim, em todas as fãs do Crepúsculo.

5)Vi que a Duda faz diversas loucuras por seu ídolo. Você já fez alguma loucura por alguém que admirasse muito???Pode contar?

Loucura nunca fiz. Só colecionei fotos e revistas, esse tipo de coisa. Fui uma adolescente apaixonada pelo príncipe William e pelo Leonardo Di Caprio (na época do Titanic).

6)Você se inspirou em alguém para criar a Bia( protagonista de "Azar o seu")?Você se considera azarada como ela?

Eu me inspirei em mim mesma, nas minhas amigas e nas personagens de chick-lit das minhas autoras favoritas. Mas não sou azarada como a Bia, graças a Deus.

7)Da onde você tira tanto bom humor para criar suas historias?

Todo mundo me pergunta isso! Eu não sei a resposta. Só sei que me divirto muito escrevendo e morro de rir das piadas que invento.

8)Tem planos para novos livros?Já tem alguma coisa certa para lançar esse ou nos próximos anos?

Sim, já estou escrevendo meu terceiro livro. Mas ainda não sei quando será lançado.

9)Ouvi boatos que você pretende lançar um livro que se passa em um ambiente universitário.Isso é verdade?Pode contar um pouco mais da historia?

É verdade. Vai ser um chick-lit com pitadas de suspense. O livro vai se passar no ambiente universitário, mas não posso contar muita coisa ou acaba a graça.

10) Você abandonou sua profissão para ser escritora?

Não! Eu adoro minhas duas profissões e não conseguiria abandonar uma delas. Quando escrevi meus dois primeiros livros, eu trabalhava na fábrica de meias da minha família. Depois trabalhei um tempo no Tesouro Nacional e agora tomei posse no Banco Central do Brasil. Sempre escrevi na correria, nas horas vagas, só para me divertir. 

11)Como você esta conciliando a sua vida profissional com a sua carreira de escritora?

Não é a coisa mais fácil do mundo, mas, com um pouco de organização, consigo fazer as duas coisas.

12)Fale um pouco sobre seus leitores.

Eu amo meus leitores! Adoro saber que neste momento, em algum lugar do Brasil, alguém está lendo meus livros e se divertindo com as trapalhadas das minhas personagens.

13)Quais foram as mudanças na sua vida (pessoal e profissional) ao publicar esses dois livros?
Eu me senti realizada. Simples assim.

14)Será que eu posso te perguntar como esta seu coração?

Está ótimo! Já namoro há 10 anos e agora estou de casamento marcado para o ano que vem.

( <3 <3 <3 )

15)O que seus familiares, amigos e seu namorado,acharam dessa mudança na sua vida?

Todos eles sempre me apoiaram a realizar meus sonhos e se orgulham muito por eu ser escritora.

16)Eu moro em sp e estou louca para te conhecer!Tem planos para uma sessão de autógrafos em São Paulo?E nos outros estados?

Sim! Estarei em São Paulo na Bienal do Livro. Assim que eu souber o horário, divulgo no meu site. Também quero muito te conhecer!

( =D =D =D ) 

17)Pra encerrar.Nos conte como você se sente ao receber tanto carinho?Você imaginava que teria tanto reconhecimento quando lançou seus livros?

É maravilhoso receber todo esse carinho, indescritível. Nunca imaginei que as pessoas fossem gostar tanto dos meus livros e fico muito feliz com essa surpresa boa.


É isso gente. Foi um prazer enorme conversar um pouquinho com a Carol. Se você ainda não teve  contato com os livros dessa escritora incrível, recomendo que vá ate a livraria mais próxima e os compre logo! Espero que tenham gostado, e fiquem ligados no blog, pois em breve teremos muitas novidades!!!
Beijos
-Tink

Filme: A Culpa é das Estrelas



Ontem, eu e a Ana fomos assistir a tão esperada adaptação cinematográfica de A Culpa é das Estrelas.
Eu estava tão nervosa, que mesmo estando frio em minha cidade, minhas mãos estavam suando. Estávamos muito confiantes quanto ao filme, mas sempre dá aquele medinho de que alguma coisa não saia como esperado, mas gente..... Isso não aconteceu.
Foi o filme mais fiel que eu já vi. Parecia que tinham pegado o livro e estavam lendo para a gente naquela sala. Shay e Ansel não poderiam ter sido melhores. Eu que vivia dizendo que por mais que o Ansel fosse um excelente ator, ele não iria conseguir interpretar o Gus tão bem quanto o próprio Gus, simplesmente porque ele não é o Gus kkkkk. 
Mas eu paguei a minha língua, e admito que estava COMPLETAMENTE errada. Hoje eu digo: Ninguém consegue interpretar o Gus além de Ansel Elgort, e claro, o próprio Augustus Waters.
Tenho que dar os parabéns também para Natt Wolff, que interpretou brilhantemente o nosso querido Isaac. Estou ansiosa para ver como ele irá se sair em Cidades de Papel!!!
O filme todo foi uma mistura de risadas e choros. O fim foi especialmente doloroso. Ler, já  foi uma dor imensa, e vocês podem acreditar que ver foi um milhão de vezes pior.
Eu só queria abrir um buraco, me jogar ali dentro e chorar até minhas lágrimas secarem.
Gostaria de dar os parabéns também, à todos que fizeram parte da produção do filme, diretor, roteirista, câmera, todos. Obrigada por serem tão cuidadosos com os detalhes, claro que não dá pra se ter um livro inteiro em um filme, mas isso passou completamente despercebido devido ao incrível trabalho de vocês. Sem falar na trilha sonora, que está linda!!!!
E claro, não poderia deixar de agradecer ao homem que deu vida à essa história e à esses personagens. John Green, obrigada por nos mostrar uma história tão linda, que vai muito além de dois adolescentes com câncer que se apaixonam. Amo todos os meus livros, mas esse é realmente muito especial para mim.
Se você ainda não assistiu, corra para o cinema mais próximo, e se ainda não leu, corra para a livraria mais próxima. 
Todos, exatamente todos, deveriam conhecer essa história.
Muito obrigada por me fazer rir, chorar e querer mais. Sou eternamente grata pelo nosso pequeno infinito.
                                                                                                                       -Fê.

Resenha: Halo



"Nada de mais acontece na pacata Venus Cove, até o dia em que três anjos, Gabriel, Ivy e Bethany, são enviados do Céu para proteger o lugar contra forças obscuras que começam a surgir.
Disfarçados como irmãos, eles tentam levar uma vida comum. Gabriel torna-se professor na mesma escola à qual Bethany - a caçula - é enviada para estudar. Mas Beth, atrapalhada em sua inexperiência como ser humano, apaixona-se por Xavier Woods, o belo representante da escola.
Uma situação que não só poderá comprometer sua existência como anjo, mas, principalmente, sua verdadeira missão. E tudo ficará ainda mais confuso para Beth quando um garoto charmoso, sedutor e mortal chegar à cidade.
Eles terão de dar duro para ocultar sua verdadeira identidade e, acima de tudo, suas asas."

OMG!! Estou sem ar! Gente do céu! Que livro é esse?
Pois eu lhes digo que livro é esse. Halo, de Alexandra Adornetto é um dos livros mais incríveis e fofos que eu já li.
O romance e a ação no final do livro são extramente envolventes. E o que foi aquele final? Gente!! Ainda estou me recuperando.
Bethany e Xavier são tão fofos juntos, é tão incrível o relacionamento dos dois. É muito bonito ver que os dois estão dispostos a enfrentar tudo um pelo outro. E eu nem sou apaixonada por esse amor incondicional né???? kkkkkkk
Os dois estão sempre lutando pelo seu amor, buscando uma forma de ficarem juntos, mesmo contrariando os irmãos da Beth e o Céu.
Eu fiquei tão apegada aos personagens, principalmente ao Xavier, que quando a Beth sentia falta dele, eu também sentia. Quando Xavier descobriu uma coisa envolvendo seu passado, que eu não vou contar agora, eu comecei a chorar.
Todos os personagens são incríveis, você não consegue sentir raiva deles por muito tempo. Mesmo quando Gabe e Ivy tentam impedir a Beth de ver o Xavier, ou quando a Molly, amiga de Beth começa a dar uns conselhos sobre relacionamentos para ela. Sabe, não é porque os relacionamentos dela foram horríveis que o da Beth também vai ser, e como a Beth não sabe nada sobre relacionamentos, até porque nunca tinha sentido isso antes, acaba acreditando na Molly, mas como eu disse, não dá para ficar com raiva deles por muito tempo.
O que incomoda um pouco é a ingenuidade da Beth em relação às pessoas, mas isso também é algo completamente compreensível devido à situação dela.
Gente, o livro é perfeito, o romance é lindo, e a ação que tem depois que esse tal garoto misterioso chega, só deixa as coisas mais interessantes ainda. Eu não vejo a hora de comprar a continuação!!! Preciso loucamente de Hades, segundo livro da trilogia.
Quando tiverem a oportunidade, leiam, pois é um livro maravilhoso.
Beijinhos e até a próxima!
                                                                                                                                   -Fê.